Protetor solar, qual o indicado para minha pele?

Protetor solar, qual o indicado para minha pele?

Ah um dia no parque aquático que maravilha, muita diversão, descanso e um solzinho mara para recarregar a vitamina D.

Mas não podemos nos esquecer de se proteger dos malefícios do sol. Sim o sol em excesso pode fazer muito mal para nossa pele, além de provocar o envelhecimento precoce. O sol pode provocar queimaduras ou as chamadas eritemas solares, foto dermatoses com a lucite, vitiligo, urticária solar, acne, cloasma, lúpus além de agravar outras dermatoses.

Por isso é muito importante utilizar o protetor solar, tanto nos dias no parque como em todos os dias, mesmo que o dia esteja nublado.

Mas sempre bate aquela dúvida na hora de comprar o protetor solar, qual o protetor certo para meu tipo de pele?

Então hoje nesse post vamos tirar todas as suas dúvidas em relação a esse assunto.

UVA – UVB

Sempre observe essas siglas nos rótulos dos protetores, o protetor solar deve ter as suas proteções.

O UVA é a proteção contra o envelhecimento da pele e contra o câncer de pele, o UVB evita as queimaduras solares.

 

Os tipos de protetores solares

Primeiramente vamos falar sobre o tipo de protetores solares.

Hoje em dia existe uma gama muito grande de tipos de protetores solares, que na maioria das vezes acaba deixando o consumir com muitas dúvidas na hora de escolher. Por isso vamos falar sobre cada termo e para que cada um serve.

Os hipoalergênicos são os que não provocam qualquer tipo de alergias ou reações.

Os oil free, são livres de substancias oleosas, são ótimos para pessoas que já tem a pele oleosa, com formação de cravos e espinhas.

Os Aero gel ou com Efeito Blur tendem a controlar a oleosidade da pele e reduzem os poros abertos, funciona mais ou menos como um primer.

Os protetores minerais são mais indicados para peles alérgicas e sensíveis, também é indicado como uma proteção extras para as pessoas que tem melasma.

O tipo sérum tem uma textura mais líquida e com uma absorção rápida.

O protetor tipo mousse também tem efeito primer e toque aveludado.

 

A aplicação

Outro ponto muito importante é a aplicação correta do filtro solar, muitas pessoas passam apenas de manhã por exemplo e pronto.

Você deve aplicar o protetor solar em média uma hora antes de se expor ao sol.

O protetor precisa ser aplicado de maneira uniforme em toda pele, para que ele forme uma “camada” protetora na pele.

O protetor deve ser reaplicado a cada duas horas e com a pele seca.

Assim que sair da água, seque a pele e reaplique o protetor solar.

Não se esqueça também de usar o protetor labial e o protetor para o rosto de ser exclusivo para essa área.

Preste atenção a região dos pés e orelhas muitas pessoas se esquecem de aplicar nesses locais.

Quando for trocar de marca de protetor solar é sempre bom realizar um teste de alergia. Passe um pouco do produto atrás da orelha e deixa lá por até 12 horas. Se caso surgir algum tipo de alergia ou vermelhidão não use o produto.

Lembrando que o protetor solar diminui a capacidade de absorção da famosa vitamina D. Para que você tenha sua dose diária dessa vitamina, você tomar ao menos 15 minutos de sol, antes das 10 da manhã ou após as 16 horas sem proteção solar.

 

Qual é o protetor solar ideal para minha pele?

Parece uma coisa simples, mas a escolha errada do protetor solar pode resultar em mais oleosidade para sua pele, além das temidas acnes e uma grande vermelhidão.

Por isso vamos falar sobre a proteção solar para cada tipo de pele.

Pele branca

Quanto mais branquinha a pessoa é, maior tem que ser o fator de proteção. Pois essas peles são as mais sensíveis, elas ficam vermelhas ao sol em vez de ficarem bronzeadas. Além disso tem maior tendência a terem manchas e sardas, o recomendado é que o fator mínimo de proteção seja o FPS 60.

Peles morenas

A pele morena também se queima ao sol, elas têm mais facilidade de se bronzear. Aqui pode -se iniciar com o uso do FPS 50 e ir diminuindo para o FPS 30.

Peles negras

O risco de queimadura solar aqui é menor, mas não se deve descuidar da proteção para evitar o câncer de pele. Recomenda-se o FPS 30 no mínimo.

 

Para as peles normais

Esse tipo de pele tem a oleosidade da pele controlada, então está liberada para utilizar os filtros tipo sérum, loção ou spray.

Para as peles secas

Utilize os protetores do tipo loção cremosa, assim você não corre o risco de ficar com excesso de oleosidade na pele.

Para as peles sensíveis

Uma dica importante, é evitar o uso de descolorantes e perfumes durante a exposição solar. Eles podem causar alergias e até queimaduras em alguns casos. Para protetores solares prefira os em gel ou creme.

Para as peles oleosas

Essa é a pele que mais sofre, prefira os protetores em gel que sejam oil free ou até um sérum que tenha um toque seco. Os produtos em gel têm a tendência a serem absorvidos mais rapidamente pele e não deixa aquele aspecto brilhoso na pele. Fique longe de produtos com álcool ou gordura.

 

Proteção de dentro para fora

Existem ainda alguns tipos de alimentos que estimula a proteção de melanina na pele, essa é a famosa substância que da cor à pele e também auxilia na proteção contra os raios solares.

Esses alimentos são ricos em carotenoides, eles são antioxidantes que também auxiliam na prevenção de doenças como o câncer e fortalecem o nosso sistema imunológico.

Você pode encontrar essa substância nas mangas, acerolas, tomate, melão, goiaba, couve, mamão e abóbora. Ingerindo esses alimentos diariamente eles vão te ajudar a proteger a pele e a manter o bronzeado.

Com todas essas dicas além de escolher o protetor solar certo para sua pele e ficar protegida do sol, seu bronzeado vai durar muito mais!

 

Insolação: como evitar e o que fazer quando acontecer?

Porque trocar a praia pelo parque aquático

Cuidados com as crianças nas piscinas do parque aquático

Fotos embaixo d’agua: 5 ideias para você se inspirar

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!