Porque reservar hotel com um atendente e não por um site?

Porque reservar hotel com um atendente e não por um site?

Hoje em dia a tecnologia vem dominando cada dia mais os serviços de hospedagens.

Existem inúmeros sites que oferecem promoção e reservas de hotéis mundo a fora tudo de maneira online.

Esses serviços facilitam muito a vida de quem está planejando realizar uma viagem.

Mas atualmente existem muitos sites, que estão tendo problemas em relação a reservas, os clientes realizam, mas de fato elas não acontecem.

Por isso antes de realizar uma reserva online verifique se o site é seguro e as possíveis reclamações online em site como o Reclame Aqui.

Depois dessas verificações de você realmente desejar continuar com a reserva online para aproveitar uma boa promoção. Antes de realizar a reserva e com os dados do site e da promoção em mão telefone para o hotel e confirme os dados.

Mesmo em sites do próprio hotel, vale a pena ter esse cuidado na hora de realizar a sua reserva. Anote informações sobre quem atendeu ao telefone, cargo, data e horário da ligação e qualquer outra informação passada pelo atendente.

Assim você terá como comprovar qualquer sua reserva caso algum imprevisto aconteça.

 

Quais são os direitos dos hóspedes?

Um imprevisto sempre pode acontecer, mesmo que em alguns casos planejamos tudo direitinho para uma viagem.

Você conhece seus direitos como hóspede? Não? Então vamos falar sobre eles.

 

Ressarcimento por prejuízos

Todo hotel tem regras internas sobre conduta, por esse motivo o Código Civil prevê no artigo 932, inciso IV, que o estabelecimento deve se responsabilizar por qualquer prejuízo causada pelo hóspede a outros hóspedes ou ainda a terceiros.

Então problemas que ocorram dentro do hotel, pátio ou estacionamento são de responsabilidade do hotel, mesmo que este problema não tenha ocorrido por conta do hotel.

Isso se chama responsabilidade objetiva, por exemplo um outro hospede bate no seu carro, dentro do estacionamento do hotel, o hotel tem responsabilidade pelo ocorrido.

 

Ressarcimento por furtos

Uma coisa que pode estragar qualquer viagem é um furto dentro do hotel, imagine a frustação de quem está hospedado.

Segundo o Código Civil no artigo 649 os hotéis são responsáveis por furtos e roubos que ocorram dentro do hotel ou no estacionamento. Independente que esse furto ou roubo, seja realizado por funcionários ou outros hóspedes.

 

Direito a informações claras

O hotel deve sempre informar de maneira clara as seus hospedes os serviços que oferecem, os preços e que estão inclusos em cada pacote, além de possíveis riscos que o local possa oferecer.  Alguns exemplos simples como a voltagem da rede elétrica ou pacotes melhores do que o cliente esteja adquirindo.

Apesar de muitos hotéis deixarem avisos sobre a “não” responsabilidade sobre os itens roubados em quartos ou estacionamentos, isso não exclui sua responsabilidade prevista no Código Civil.

 

Consumir protegido

Quando o consumidor se sentir lesado por algum tipo de situação que é de responsabilidade do hotel, ele não precisa comprovar a culpa do estabelecimento.

A legislação utiliza do termo culpa presumida, geralmente é preciso demonstrar a relação de causalidade entre o problema ocorrido e a ação que o provocou.

Em termos jurídicos esse é um tipo de relação que é chamada de nexo casual.

 

Direitos a acessibilidade

O Estatuto da Pessoa com Deficiência, garante que pelo menos 10% de seus quartos se adaptam as necessidades de pessoas especiais.

Por isso pelo menos um quarto deve ser adaptado as necessidades especiais. A lei ainda prevê no mesmo artigo que esses quartos devem ser construídos ou adaptados segundo os princípios do desenho universal.

Ou seja, o hotel deve ser facilmente acessível para todas as pessoas, seja qual for suas limitações físicas.

 

O cancelamento da reserva

Esse é um dos pontos que mais causam divergências entre hóspedes e hotéis.

Por isso é muito importante entender os procedimentos legais que estão previstos para o reembolso em caso de cancelamento da reserva.

 

Reembolso por desistência

Independente que estejamos falando em um serviço de hospedagem, a legislação garante esse direito pelo Código de Defesa do Consumidor, no artigo 49.

Em caso de arrependimento de compra, o valor deve ser ressarcido para comprar realizadas fora do estabelecimento, ou seja, em casos de compras realizadas por telefone, e-mail ou internet.

Esse pedido deve ser realizado em até sete dias úteis após a compra.

 

Multa em casos de cancelamento da reserva

Existe um decreto assinado em 2010, que permite essa cobrança de multa pelos hotéis em casos de cancelamentos.

Mas a multa só pode ser aplicada se ela estiver referida no contrato de prestação de serviços e o cliente for previamente avisado sobre isso.

Da mesma maneira o hóspede pode ser reembolsado caso haja algum tipo de descumprimento em relação ao hotel.

Caso o hóspede não compareça e nem realize o cancelamento da reserva, o hotel pode cobrar uma multa pela reserva.

Por todos esses motivos é sempre importante mesmo que você encontre uma superpromoção em sites de reserva que você ligue e confirme diretamente com um atende sobre a oferta e a confirmação da reserva.

 

Reserva de hotéis em sites de compras coletivas?

Porque escolher o destino Olímpia para suas férias

3 motivos para você passar suas férias um lugar com águas termais

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!