Com que idade devo ensinar meu filho a nadar

Com que idade devo ensinar meu filho a nadar

Muito pais se preocupam cada dia mais com a necessidade da criança aprender a nadar, não apenas como esporte, mas para evitar possíveis acidentes. Afinal é quase impossível manter os pequenos longe da água, é quase como se fosse um imã.

Por isso muitos acabam se perguntando qual é a melhor idade para começar a ensinar os pequenos a nadar. A partir do sexto mês de idade o bebê já começa a perder os reflexos que tinha com a água no útero materno. Por isso é importante começar antes dessa idade.  Aos 3 meses é o tempo ideal, para iniciar a matronatação que é a natação praticada pela mãe ou pelo pai juntamente com o bebê.

Nessas aulas aprendem exercícios simples que ensinam ambos a se submergirem na piscina, tudo com muita brincadeira. Essas atividades são para que a criança possa perder o medo da água, se sentindo mais seguro e confiante.

 

O início é tudo

Todo início de aprendizado é complicado e alguns fatores são fundamentais para que seu filho tenha sucesso nessa jornada.

Segurança é importante por isso compre roupas e equipamentos que a criança queira, assim ela se sentirá mais motivada a usa-los. Não se esqueça dos itens de segurança como óculos, touca, colete ou boia, alguns brinquedos são fundamentais para deixar o aprendizado ainda mais divertido.

Tenha paciência ninguém aprende algo novo do dia para a noite, converse com seu filho sobre o que irão fazer na piscina, mostre todos os detalhes da piscina. O importante é que ele queira e se sinta seguro para realizar essa nova atividade. Nas primeiras aulas se você puder participar seria importante para ele se sinta mais seguro.

Faça exercícios de respiração fora da água com ele e junto com ele, tudo é para prepara e deixa-lo mais seguro.

 

Primeiros passos

Mantenha a criança em uma altura que a água não o cubra, a precisa dar pé para ele. Explique que a qualquer momento ela pode ficar em pé assim o terrível medo de se afogar passa.

Uma técnica para ajudar a seu filho a respirar direito, é ensinar fazer borbulhas na água em uma banheira. Peça para ele inspirar pelo nariz e depois enquanto expulsa o ar, tenta fazer borbulhas na água. Inicialmente ela não precisa mergulhar a cabeça debaixo d’água, será apenas uma brincadeira que estará treinando sua respiração que o ajudará a nadar melhor futuramente.

Com o passar do tempo você pode pedir para ele colocar a cabeça dentro da água para fazer as borbulhas, não precisa demorar, um segundo apenas já é necessário. Assim ele perceberá que nada acontece e logo ele estará colocando toda cabeça dentro da água.

Se ele se assustar com a entrada das borbulhas pelo nariz, pela para que ele vire a cabeça e olhe para o lado no momento que solte as borbulhas.

 

Pronto para nadar?

Agora já podemos partir para uma pratica maior que é aprender a realizar os movimentos dos braços e das pernas.

Inicialmente se você souber nadar, mostre os movimentos para ele, como ele deve manter e bater os membros.

Depois disso é a vez dele, segure pela barriga o apoiando pela barriga, e peça para ela começar a bater pernas e braços.

As crianças acabam afundando com mais facilidade as penas e o corpo nas primeiras tentativas. O ajude nessa posição até que você sinta que ele está conseguindo se manter e que ele esteja seguro para trocar de posição.

Depois desse passo é importante que a criança comece a coordenar a respiração e as pernas uma de cada vez. Nesse momento você deve segurar a criança pelas axilas e pedir para ela bater as pernas e que solte as borbulhas. Você pode usar uma boia para ajudar nesse processo, o mais importante é que você se mantenha o tempo todo ao lado dela.

Quando alguém se cansar coloque a criança em pé na água para que ela sinta o fundo da piscina e recupere o equilíbrio.

No momento em que você perceber que os movimentos estejam coordenados e a criança já se sinta segura, a solte por alguns segundos. Para que ela sinta que está fazendo sozinha e que está segura, lembrando que ela estará de colete ou com uma boia de auxílio.

Lembrando que isso não acontecerá do dia para noite, dependerá do ritmo de cada criança, o importante é sempre estar motivando a criança a cada conquista.

 

Próximos passos

Depois que a criança estiver bem segura é hora de começar a mergulhar, comece apenas pedindo para criança colocar a cabeça debaixo da água. Depois aos poucos ela irá afundando e logo estará nadando e mergulhando perfeitamente.

Caso você for colocar seu filho em uma escola de natação, procure sempre recomendações de outras pessoas, se escolha que seu filho já tenha um amigo.

Visite a escola e converse com o professor e sempre que possível das aulas com ele. E caso queira que ele tenha ainda mais contado com a água de uma maneira divertida, o Parque Thermas dos Laranjais é uma ótima opção. Com mais de 50 atrações seu filho terá diversas opções para se divertir e desenvolver ainda mais esse amor pela água.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!